UOL Notícias Notícias
 
19/08/2010 - 12h18

França expulsa pela 2ª vez "imame islâmico radical"

Paris, 19 ago (EFE).- A França expulsou hoje ao Egito pela segunda vez um "imame islâmico radical", que já havia sido levado a seu país de origem em janeiro passado, anunciou o ministro do Interior, Brice Hortefeux.

"Autorizei o procedimento hoje da expulsão de absoluta urgência de Ali Ibrahim el-Soudany, antigo imame islâmico radical da mesquita Hamza de Pantin (nos arredores de Paris) com destino a seu país de origem, Egito", declarou Hortefeux em comunicado.

Responsável por conduzir as preces dos fiéis muçulmanos na mesquita, o imame tinha sido expulso da França em 7 de janeiro passado, segundo o ministro.

"Esse predicador de ódio tinha mantido, de maneira repetida, declarações violentamente hostis a respeito do mundo ocidental e totalmente contrárias aos valores de nossa sociedade", assegurou Hortefeux.

Segundo o ministro, o imame está "neste momento no avião que o leva ao Egito".

Desde 2002, a França expulsou de seu território 125 "radicais islâmicos", segundo o ministro.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,48
    3,144
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,53
    75.604,34
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host