UOL Notícias Notícias
 
19/08/2010 - 11h36

França homenageia Sérgio Vieira de Mello, 7 anos depois de atentado no Iraque

Paris, 19 ago (EFE).- O ministro de Exteriores da França, Bernard Kouchner, prestou hoje uma homenagem ao "excepcional" diplomata brasileiro Sérgio Vieira de Mello, ex-alto comissário das Nações Unidas para os Direitos Humanos, morto há sete anos em um atentado terrorista em Bagdá.

"No dia 19 de agosto de 2003, Sérgio e 21 de seus companheiros foram vítimas de um atentado em Bagdá, enquanto participavam, no marco de ação da ONU, no ressurgir do Iraque", lembrou Kouchner, em comunicado, no qual assegurou que "seu compromisso continua sendo um exemplo para todos".

O chefe da diplomacia francesa fez as declarações por ocasião do Dia Mundial da Ajuda Humanitária, uma jornada "dos trabalhadores humanitários que intervêm nas regiões perigosas, frequentemente colocando sua vida em risco, com o objetivo de diminuir os sofrimentos dos povos vulneráveis", acrescentou.

O Dia Mundial da Ajuda Humanitária tem especial relevância atualmente, quando "a comunidade internacional se mobiliza a favor do Paquistão", dramaticamente afetado por inundações "de uma amplitude excepcional", acrescentou.

Kouchner dedicou também algumas palavras "aos trabalhadores humanitários assassinados no Afeganistão há duas semanas" e ao francês Michel Germaneau, morto no Sahel no mês passado pela Al Qaeda do Magrebe Islâmico, assim como 17 ativistas executados em 2006 no Sri Lanka, cujos assassinos ainda não foram encontrados.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    1,02
    3,178
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,90
    67.976,80
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host