UOL Notícias Notícias
 
19/08/2010 - 14h30

Governo investirá R$ 200 milhões em combate à mudança climática

Brasília, 19 ago (EFE).- O Governo investirá no próximo ano R$ 200 milhões para combater a mudança climática e reverter os efeitos do aquecimento global no país, de acordo com informações divulgadas hoje pelo Ministério do Meio Ambiente.

A secretária nacional de Mudanças Climáticas, Branca Americano, informou que o Fundo Nacional de Mudanças Climáticas (FNMC) receberá 66% dos benefícios estatais produzidos pela exploração de petróleo.

Branca, que participa da II Conferência Internacional sobre Clima, Sustentabilidade e Desenvolvimento em Regiões Semiáridas (Icid 2010), realizado em Fortaleza, indicou que a lei que rege a indústria petrolífera foi modificada para incluir esses benefícios para o FNMC.

O Fundo foi criado no final de 2009 com o objetivo de compensar os efeitos da exploração petrolífera e destinar parte dos lucros do petróleo para combater a mudança climática.

Conforme as expectativas iniciais, o Fundo poderá alcançar investimentos de até R$ 1 bilhão por ano, destinados a recuperar as localidades mais vulneráveis, como as regiões semi-áridas e o litoral.

Branca afirmou que o Brasil deve aproveitar seu potencial natural para reduzir os impactos ambientais no território, sobretudo na região Nordeste.

Devido à mudança climática, advertiu a secretária, "as variantes e os aspectos vulneráveis irão aumentar. As chuvas serão mais concentradas, poderão chegar em momentos muito ruins para as plantações e os anos serão cada vez mais secos".

Os pequenos produtores rurais serão os mais afetados pelas variações climáticas e, nesse sentido, o FNMC também prevê a criação de programas econômicos "que se adéquem à nova realidade".

O Fundo promoverá ainda atividades sustentáveis, como o sistema de Redução de Emissões por Desmatamento e Degradação, que estimula os empresários a compensarem a emissão de gás carbônico através do reflorestamento de zonas degradadas.

Em colaboração com a Empresa Brasileira de Pesquisas Agropecuárias (Embrapa), o FNMC desenvolverá programas para promover as práticas ecológicas na agricultura que reduzam as emissões.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,02
    3,136
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,02
    75.974,18
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host