UOL Notícias Notícias
 
19/08/2010 - 11h48

Presidente do Iraque pede menos tensão política no país

Bagdá, 19 ago (EFE).- O presidente iraquiano, Jalal Talabani, pediu hoje aos diferentes blocos políticos para "evitar um aumento da tensão no país" e começar um "diálogo amistoso" que acelere a formação de um novo Governo.

Em comunicado emitido por seu escritório, Talabani disse que é preciso manter o diálogo para conseguir a estabilidade do Iraque.

"Deve-se evitar fazer qualquer comentário que possa frustrar o processo político ou obstaculizar as negociações, bem como induzir à violência", acrescentou.

As declarações de Talabani ocorrem um dia depois de a Al Iraqiya, coalizão vencedora nas últimas eleições parlamentares do Iraque (de março), e o bloco Sadr, leal ao clérigo radical xiita Moqtada al-Sadr, anunciarem que nos próximos dias tomarão atitudes "verdadeiras" para formar Governo.

O presidente advertiu na nota sobre os perigos de atrasar a formação de um novo Gabinete, que poderia causar "instabilidade, confusão e caos político".

Em sua opinião, conseguir um consenso nacional é, além disso, "uma necessidade urgente para impedir o atraso do desenvolvimento econômico".

Ele mostrou preocupação com o fato de que o diálogo entre os participantes do processo político passou a ser, segundo sua opinião, "uma troca de ofensas e acusações entre irmãos e aliados".

Os partidos iraquianos não conseguiram acordo para formar Governo após as eleições legislativas do último 7 de março em que a Al Iraqiya obteve 91 das 325 cadeiras do Parlamento, enquanto a Estado de Direito, do primeiro-ministro Nouri al-Maliki, conquistou 89 assentos, e a Aliança Nacional Iraquiana (ANI) conseguiu 70.

A ANI, dirigida por Amar al-Hakim, e a Estado de Direito formaram em junho passado uma aliança para criar um bloco de maioria no Parlamento, que conseguiu reunir 159 legisladores, quatro cadeiras abaixo da maioria absoluta.

No entanto, em 1 de agosto, a ANI anunciou que congelava o diálogo com a Estado de Direito, pois rejeitava que al-Maliki pudesse ser novamente candidato a chefe do Governo.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    13h39

    -0,85
    3,151
    Outras moedas
  • Bovespa

    13h42

    1,20
    68.794,21
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host