UOL Notícias Notícias
 
19/08/2010 - 21h46

Venezuela revoga parcialmente medida que proibiu informar sobre violência

Caracas, 19 ago (EFE).- O Tribunal venezuelano que proibiu dois jornais de publicar durante um mês "fotos, informações e publicidade" sobre violência e pediu que os outros veículos impressos do país se "abstivessem" de fazê-lo, revogou hoje essa polêmica decisão de forma "parcial".

O Tribunal 12 de Mediação e Substanciação de Caracas "deixou sem efeito" a medida preventiva que tinha tomado na terça-feira passada "no que se refere a todos os meios impressos", mas a manteve para o diário "Tal Cual", de Caracas, anunciou o representante legal da Defensoria Pública, Larry Davoe.

O editor do jornal "El Nacional", Miguel Henrique Otero, assegurou em entrevista à veículos privados que a proibição continua para todas as publicações, o que "viola a Constituição e o direito à liberdade de expressão".

A Defensoria processou os jornais "El Nacional" e "Tal Cual", ambos muito críticos ao Governo, por publicar na primeira página uma foto de cadáveres ensanguentados, nus ou seminus, amontoados em macas e no chão do necrotério de Caracas.

Essa imagem, argumentou o organismo público, atentava "contra os direitos" dos menores de idade "e especialmente contra seu desenvolvimento progressivo e integral".

Segundo Davoe, o "Tal Cual" continua "ignorando a rejeição pública e publicou novamente a foto na segunda-feira".

A medida judicial foi considerada como "censura prévia" por diversas organizações dentro e fora da Venezuela, entre elas a ONU e a Repórteres Sem Fronteiras (RSF).

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, disse ontem que a publicação da polêmica foto dos corpos faria parte da "conspiração" de setores da oposição contra seu Governo, como parte de sua campanha para as eleições legislativas de setembro.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,95
    3,157
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h28

    -1,26
    74.443,48
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host