UOL Notícias Notícias
 
23/08/2010 - 16h46

Militar colombiano ex-refém das Farc deixa o país por ameaças de morte

Bogotá, 23 ago (EFE).- O sargento colombiano Pablo Emilio Moncayo, libertado pelas Farc em março após mais de 12 anos sequestrado, viajou para o exterior para se proteger de ameaças de morte, confirmaram hoje seus familiares.

O professor Gustavo Moncayo, pai do ex-refém, disse em declarações à "Caracol Radio" que seu filho precisou sair da Colômbia devido a uma série de mensagens ameaçadoras nas quais ele era acusado de ter relações com os rebeldes.

"Disseram que ele é um infiltrado da guerrilha", expressou o professor Moncayo, que ficou conhecido como o "Andarilho da Paz" por ter iniciado uma série de mobilizações a pé para exigir a libertação de sequestrados pelas Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

O pai do militar advertiu que "não teria levado as ameaças a público até que seu filho estivesse fora do país".

A partida do sargento Moncayo foi confirmada horas depois que o próprio ex-refém informou que devia deixar a Colômbia por causa das ameaças.

"Saio por questões de segurança, não me sinto seguro, as ameaças estão aumentando, não sei o que as autoridades estão fazendo", expressou o militar em uma entrevista ao canal de TV "Noticias Uno". O sargento explicou que, em geral, recebe as ameaças pelo celular, por ligações e mensagens de texto nos quais é acusado de "estar passando informação à guerrilha e ao Equador".

"Em outras dizem que vão colocar uma bomba na minha casa", acrescentou o militar, que apareceu vestido de civil um pouco antes de viajar.

O ex-refém não disse para qual país iria, mas o canal de TV informou que é na Europa.

Seu pai disse à rádio que visitou algumas embaixadas, como as da França e Itália, para tentar uma possível saída do país de toda a família por motivo de segurança.

Na entrevista, o sargento disse que saía da Colômbia com autorização de seus superiores, e que lhe recomendaram que aumentasse as medidas de segurança quando se deslocasse.

Moncayo foi posto em liberdade em março pelas Farc, que o mantinham preso desde 17 de dezembro de 1997, época em que tinha a patente de cabo.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    12h39

    -0,23
    3,166
    Outras moedas
  • Bovespa

    12h41

    0,12
    68.437,80
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host