UOL Notícias Notícias
 
23/08/2010 - 19h53

Ministro colombiano diz às Farc que não conversa com terroristas


Em Bogotá

Colômbia impõe três condições para negociar com as Farc e o Exército da Libertação Nacional

O ministro da Defesa colombiano, Rodrigo Rivera, rejeitou hoje a proposta das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) de expor sua "visão" do conflito interno na União de Nações Sul-Americanas (Unasul) ao dizer que "com os terroristas não se dialoga".

Em declarações a jornalistas, Rivera questionou o que poderia acontecer se alguma organização internacional abrisse as portas para Osama bin Laden "para falar do que ele coloca frente aos Estados Unidos".

"Os amigos em nível internacional podem nos ajudar não gerando nenhum tipo de paralelismos", disse o ministro.

O ministro colombiano acrescentou que a única maneira de iniciar um diálogo é que a guerrilha demonstre disposição para a paz e, "de forma clara e indubitável, sua verdadeira vontade de frear o conflito armado".

As Farc divulgaram hoje uma carta aberta na qual "reiteram" à Unasul a "irredutível vontade de buscar uma saída política para o conflito" colombiano.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,31
    3,266
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,60
    62.662,48
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host