UOL Notícias Notícias
 
23/08/2010 - 11h37

Sequestro de ônibus nas Filipinas termina com ao menos 7 mortos

(atualiza número de mortos).

Manila, 23 ago (EFE).- Após 12 horas de tensas negociações, o sequestro de um ônibus turístico com 25 ocupantes em Manila terminou com a morte do sequestrador e de pelo menos seis reféns, informam fontes da Polícia filipina.

Segundo um porta-voz da Polícia, seis reféns morreram e há vários feridos entre as pessoas que permaneceram no interior do veículo durante todo o sequestro. Sabe-se que três deles saíram ilesos.

Originalmente eram 25 reféns no ônibus, mas nove foram libertados pelo sequestrador, entre eles três crianças. Em seguida, o motorista conseguiu fugir pela janela.

Sete dos 15 reféns restantes foram ajudados pelos policiais a sair, mas não se sabe, por enquanto, qual é a gravidade dos ferimentos sofridos pelos demais passageiros, turistas de Hong Kong.

O sequestrador, Rolando Mendoza, um ex-policial que exigia ser readmitido à Polícia, morreu ao levar um tiro na cabeça.

O ex-policial abriu fogo com seu fuzil metralhador M-16 quando os membros das forças de segurança fizeram a primeira tentativa de invadir o veículo, situado próximo à praça Rizal, um dos locais mais visitados da capital filipina.

Cerca de 20 agentes da Polícia estão situados dos dois lados do ônibus para tentar quebrar as janelas do veículo para invadi-lo veículo, libertar os reféns e deter o sequestrador, identificado como Rolando Mendoza.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,13
    3,270
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,51
    63.760,94
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host