UOL Notícias Notícias
 
24/08/2010 - 11h59

Mineradores "estarão conosco no Natal e Ano Novo", diz Piñera

Santiago do Chile, 24 ago (EFE).- O presidente do Chile, Sebastián Piñera, confirmou hoje que o resgate dos 33 operários que permanecem presos em uma mina do norte do país desde o dia 5 de agosto demorará vários meses.

"Provavelmente eles não vão estar conosco na superfície para o bicentenário (18 de setembro), mas vão estar conosco para o Natal e o Ano Novo", ressaltou o líder após participar de um ato religioso em homenagem aos trabalhadores.

Já os especialistas tinham antecipado que a tarefa de trazer os mineradores à superfície, desde os quase 700 metros de profundidade em que se encontram na mina San José poderia levar 120 dias.

Nesta terça-feira os encarregados do resgate começaram a instalar a maquinaria que deve escavar um conduto de cerca de 70 centímetros de diâmetro pelo qual os trabalhadores serão resgatados.

Piñera reiterou que o Governo seguirá fazendo "todo o humanamente possível" para ter os mineradores na superfície no final do ano.

O Governo, acrescentou, também fará parte nas ações judiciais empreendidas pelo Ministério Público devido ao acidente e fará todos seus esforços para que os proprietários da mina assumam suas responsabilidades.

 

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    1,02
    3,178
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,90
    67.976,80
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host