UOL Notícias Notícias
 
25/08/2010 - 09h35

EUA informam que vazamento de dados ocorreu a partir de cartão de memória

Washington, 25 ago (EFE).- O vazamento de informações mais grave dos computadores militares dos Estados Unidos foi causado por um cartão de memória inserido em um computador portátil no Oriente Médio em 2008, segundo o subsecretário de Defesa, William Lynn.

Em artigo publicado na revista "Foreign Affairs", o alto cargo do Pentágono assinala que um "código criminoso, colocado no computador por uma agência de inteligência estrangeira que descarregou seu programa em uma rede administrada pelo comando central dos EUA".

O comando central, que tem sua sede em Tampa (Flórida), supervisiona as operações militares do Mar Vermelho ao Golfo e o Sul da Ásia até o Paquistão. A captura de informações foi feita usando um pen drive inserido em um notebook.

"Esse código se propagou, sem ter sido detectado pelos sistemas que controlam os computadores e estabeleceu um acesso a partir do qual foi possível transferir informação a servidores sob controle estrangeiro", detalhou Lynn.

Segundo o artigo, as 15 mil redes e os 7 milhões de computadores, discos de memória e servidores do Pentágono recebem a cada dia milhares de ataques, e ao contrário do que ocorria durante a Guerra Fria, no presente é difícil identificar o atacante.

Em seu artigo, Lynn dá novos detalhes sobre a estratégia do Pentágono incluindo o desenvolvimento de novos métodos para descobrir os invasores na rede.

O artigo de Lynn é o primeiro que divulga, oficialmente, detalhes sobre o incidente em 2008. Já nesse ano um artigo do jornal "The Los Angeles Times", citando funcionários do Pentágono não identificados, indicou que o ataque poderia ter origem na Rússia.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,21
    3,129
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h35

    0,04
    76.004,15
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host