UOL Notícias Notícias
 
25/08/2010 - 13h24

Iraniana e mexicano ganham prêmio para liberdade de expressão

Berlim, 25 ago (EFE).- A ativista iraniana Mahboubeh Abbasgholizadeh e o jornalista mexicano Pedro Matías Arrazola foram agraciados hoje com o Prêmio Johann Philipp Palm à liberdade de expressão e de imprensa.

O júri do prêmio dotado com 20 mil euros lembrou que o prêmio é concedido a cada dois anos a pessoas ou instituições que lutam "de maneira extraordinária" pela defesa da liberdade de expressão e de imprensa.

A jornalista e escritora iraniana Mahboubeh Abbasgholizadeh, de 52 anos, foi detida várias vezes em seu país por participar do movimento pró-democracia e denunciar a repressão sofrida pelas mulheres.

O júri destacou que, apesar de ter tido a ocasião de se refugiar no exílio, ela preferiu permanecer em seu país e sofrer com isso "limitações maciças" em sua capacidade de movimentação.

O prêmio lembra o livreiro alemão Johann Philipp Palm, que foi assassinado em 1806 por publicar um escrito crítico à ditadura militar napoleônica.

O júri destacou que o jornalista mexicano Arrazola, de 46 anos, trabalha para um dos poucos jornais críticos da cidade de Oaxaca, no qual luta contra a corrupção das instituições públicas e o crime organizado.

Nesse sentido, ele lembrou que o jornalista mexicano sofre ameaças permanentes e chegou a ser sequestrado em uma ocasião, o que não impediu que ele continue com seu trabalho de denúncias.

O prêmio será entregue aos agraciados no dia 5 de dezembro na cidade de Schorndorf, no estado alemão de Baden-Württemberg.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    15h59

    -0,57
    3,127
    Outras moedas
  • Bovespa

    16h07

    -0,45
    75.260,91
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host