UOL Notícias Notícias
 
25/08/2010 - 14h24

UE estuda ampliar sua ajuda ao Paquistão

Bruxelas, 25 ago (EFE).- A União Europeia (UE) analisará nas próximas semanas a possibilidade de ampliar sua ajuda ao Paquistão para fazer frente às inundações registradas no país e se comprometeu, além disso, em cooperar a longo prazo para reconstruir suas infraestruturas e prevenir novas catástrofes deste tipo.

De visita no Paquistão, a comissária europeia de Cooperação, Kristalina Georgieva, qualificou de "desastre sem precedentes" a situação que o país vive, lembrando que as inundações afetaram cerca de 17 milhões de pessoas.

"Hoje nossa grande prioridade é ajudar os desabrigados, especialmente os mais vulneráveis, crianças, grávidas...", assinalou Georgieva.

A comissária, que visitou várias das zonas assoladas pela água, ressaltou que há comunidades, especialmente no norte do país, que necessitam de ajuda "de forma desesperada".

Ela lembrou que a UE e seus países já forneceram US$ 290 milhões em assistência e anunciou que em um prazo de duas semanas essa quantia poderia aumentar uma vez que se termine a análise da situação.

Conforme a água vai baixando, a ajuda europeia se concentrará em garantir que as zonas agrícolas possam se recuperar a tempo para não perder uma colheita e lutar contra as possíveis epidemias, explicou a comissária.

A longo prazo, a UE considera que as duas grandes prioridades vão ser a reconstrução das infraestruturas e os trabalhos para preparar o Paquistão contra as ameaças da mudança climática.

"Eu não sei, e a ciência também não sabe, se estas inundações são causadas pela mudança climática, mas sabemos que a maior frequência de desastres naturais tem a ver com a mudança climática", ressaltou.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,48
    3,144
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,53
    75.604,34
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host