UOL Notícias Notícias
 
16/09/2010 - 10h08

Mina explode na Turquia e deixa pelo menos 10 mortos

Da EFE
Em Ancara

Pelo menos 10 passageiros de um micro-ônibus morreram e quatro ficaram feridos pela explosão de uma mina no sudeste da Turquia, informaram as autoridades locais.

Os dados foram divulgados pelo governador da província de Hakkari, Muammer Turker, que indicou que entre as vítimas há uma criança de três anos. Os quatro feridos, entre eles um bebê de seis meses, estão em estado crítico e foram hospitalizados, informou a agência pública turca "Anadolu".

A explosão aconteceu perto da aldeia de Gecitli, na província de Hakkari, na fronteira com o Iraque e o Irã, e que foi cenário de numerosos ataques do banido Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK). No local, as autoridades encontraram três mochilas e dois artefatos explosivos.

Apesar de ser apontado como o maior suspeito do atentado, o PKK havia anunciado um cessar fogo de 13 de agosto a 20 de setembro, devido ao jejum muçulmano do Ramadã e ao plebiscito sobre um pacote de emendas da Constituição que aconteceu na Turquia no último domingo. O grupo armado é considerado organização terrorista por Ancara, Washington e União Europeia (UE).

Turker assegurou que as forças de segurança desdobraram uma operação na região do ataque para encontrar os responsáveis pelo atentado.

"O terrorismo nos faz pagar um preço, mas não nos fará dar marcha à ré em nossa luta contra o terrorismo", disse hoje o primeiro-ministro turco, Recep Tayyip Erdogan, em reação à explosão.

O PKK pegou em armas em 1984 e se proclamou representante dos 12 milhões de curdos que vivem na Turquia.

Desde então, mais de 45 mil pessoas morreram em uma guerra não declarada entre os rebeldes curdos e as forças de segurança turcas.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -1,56
    5,368
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -1,62
    100.460,60
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host