UOL Notícias Notícias
 
19/10/2010 - 06h51

Onda de violência já registra 36 mortos em Karachi

Islamabad, 19 out (EFE).- Pelo menos 36 pessoas morreram e dezenas ficaram feridas até agora na onda de violência étnico-política vivida nos últimos cinco dias na metrópole de Karachi, no sul do Paquistão, informou hoje à Agência Efe uma fonte policial.

Os fatos começaram na noite de sexta-feira e causaram outras quatro mortes hoje. Trata-se de uma soma de ataques contra ativistas políticos, empresários e comerciantes, perpetrados em sua maior parte por homens armados que atiravam ao passar de motocicleta.

Muitas das vítimas são simpatizantes ou militantes de legendas políticas, como o governista Partido Popular do Paquistão (PPP), o Muttahida Quami Movement (MQM) - principal força política em Karachi - e o Partido Nacionalista Awami (ANP), formação minoritária que representa o grupo étnico pashtun.

Esta onda de violência coincide com a realização no último domingo de eleições parciais a uma cadeira da Assembleia da província de Sindh - cuja capital é Karachi. O pleito, no entanto, ficou esvaziado em decorrência do assassinato, em agosto, do deputado Raza Haider, do MQM.

As eleições foram boicotadas pelo ANP, mas analistas consultados pela Agência Efe observaram que este partido carecia de apoio popular suficiente na circunscrição eleitoral em questão.

A violência de caráter étnico, político ou sectário, patrocinada por grupos mafiosos, são frequentes em Karachi, uma metrópole com mais de 18 milhões de habitantes, onde convivem pessoas de todas as etnias do país.

Na cidade, a capital financeira do país, são registrados os índices mais altos de criminalidade do Paquistão, ligada ao tráfico de drogas ou à propriedade de terras.

Apesar de formar coalizão no Governo central e na província de Sindh, o PPP e o MQM mantêm uma rivalidade histórica. O primeiro partido domina as áreas rurais da região e o segundo, as urbanas.

No conflito de Karachi também está em jogo a rivalidade entre sunitas - corrente islâmica majoritária no Paquistão - e xiitas, que contam com muitos fiéis entra as fileiras do MQM.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -1,22
    4,119
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h22

    -0,27
    104.728,89
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host