UOL Notícias Notícias
 
27/10/2010 - 12h30

Unasul emitirá comunicado conjunto pela morte do ex-presidente Kirchner

Quito, 27 out (EFE).- A União de Nações Sul-Americanas (Unasul), da qual Néstor Kirchner era secretário-geral, emitirá nas próximas horas um comunicado conjunto em referência à morte do ex-presidente da Argentina.

Um alto funcionário da Chancelaria do Equador, país que está com a Presidência temporária do grupo, disse que o ministro de Assuntos Exteriores equatoriano, Ricardo Patiño, falou nesta quarta-feira sobre o tema com seu colega argentino, Héctor Timerman.

O comunicado conjunto está sendo revisado e será divulgado em breve, informou a fonte, que pediu para não ser identificada.

A autoridade disse que o presidente do Equador, Rafael Correa, "possivelmente" irá ao funeral, dado que Kirchner era o secretário-geral da Unasul, embora ainda esteja por determinar o protocolo para a cerimônia e se será em nível de chefes de Estado.

A princípio, Patiño não viajará para Buenos Aires, já que tem marcada para esta quinta-feira uma reunião em Quito com a chanceler colombiana, María Ángela Holguín, na qual tratarão dos últimos empecilhos para restabelecer relações diplomáticas entre os dois países.

O ex-presidente argentino, de 60 anos, morreu nesta quarta-feira em um hospital da cidade Calafate devido a um ataque cardíaco, segundo a agência estatal "Télam".

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    17h00

    -0,26
    4,154
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h26

    0,46
    104.817,40
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host