UOL Notícias Notícias
 

Terremoto no Japão

Um dos maiores tremores da história desencadeia um tsunami, provoca mortes e deixa um rastro de destruição no Japão

  • Imagem: Reprodução
26/03/2011 - 09h39

Aiea envia equipe ao Japão para ajudar a detectar alimentos contaminados

Da EFE
Em Viena

A Agência Internacional de Energia Atômica (Aiea) enviou ao Japão duas novas equipes de especialistas para colaborar na gestão da crise nuclear, uma delas dedicada a analisar a contaminação radioativa detectada em alimentos.

O organismo com sede em Viena indicou neste sábado em comunicado que as duas equipes já viajaram ao Japão para "ajudar na resposta à emergência na usina nuclear de Fukushima Daiichi", onde o terremoto e o tsunami de 11 de março provocaram grandes danos.

Uma das equipes está composta tanto por pessoal da Aiea como da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), e seu trabalho será avaliar a contaminação de alimentos registrada após os vazamentos radioativos e ajudar as autoridades japonesas a recolherem e analisarem dados nesse sentido.

A Aiea reiterou na sexta-feira que a detecção de contaminação obrigou a restrição de distribuição de leite em Fukushima e Ibaraki, e de vegetais em Fukushima, Ibaraki, Tochigi e Gunma, para evitar que cheguem aos mercados.

A segunda equipe está composta por especialistas em proteção radiológica e realizará tarefas de medição e controle da radioatividade.

Veja mais

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,85
    3,308
    Outras moedas
  • Bovespa

    18h22

    0,25
    72.607,70
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host