UOL Notícias Notícias
 
27/05/2011 - 23h10

Sobrevivente de Corumbiara é assassinado na Amazônia

O líder camponês Adelino Ramos, conhecido como "Dinho", foi assassinado nesta sexta-feira enquanto vendia verduras em Vista Alegre do Abunã, um distrito de Porto Velho, em Rondônia, por pistoleiros que estavam em uma moto, segundo a Comissão Pastoral da Terra. Dinho era um dos sobreviventes do massacre de Corumbiara, ocorrido em agosto de 1995, no qual 12 agricultores, entre eles várias crianças, morreram nas mãos de supostos paramilitares.

Ele denunciou recentemente exploradores ilegais de madeira nos Estados do Acre, Amazonas e Rondônia e pediu a instalação de um acampamento para camponeses deslocados. A denúncia ajudou o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama) na apreensão de madeira e gado em áreas de preservação.

O agricultor sofria perseguições há anos e em julho do ano passado denunciou outra vez ameaças contra sua vida e o risco que corria. Ele era o líder do Movimento Camponês de Corumbiara, que surgiu após o massacre de 1995, afirmou o pastoral.

Na terça-feira, foi assassinado a tiros o casal José Claudio Ribeiro da Silva e Maria do Espírito Santo, reconhecidos ambientalistas da região e ex-líderes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST). Em novembro, Ribeiro da Silva disse durante uma conferência com líderes camponeses que vivia "com uma bala na cabeça".

Veja mais

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    17h00

    0,45
    4,186
    Outras moedas
  • Bovespa

    18h24

    -0,96
    118.376,36
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host