UOL Notícias Notícias
 
02/06/2011 - 19h49

Cabala e internet são motores de mudança para a humanidade, diz Laitman

Juan Antonio Sanz.

Madri, 2 jun (EFE).- A humanidade chegou a um ponto sem volta que precisa de uma mudança significativa para não perecer, e essa transformação pode chegar com a cabala, que é entendida como ciência e não como misticismo, afirma Michael Laitman, um pensador revolucionário está em Madri para apresentar sua doutrina.

"A cabala vê a atual crise mundial não como um declínio, mas como um ponto de inflexão para outro nível", no qual esse conhecimento de mais de 3,7 mil anos de antiguidade, divulgado agora pela internet, pode "ajudar a recuperar o equilíbrio natural" perdido pelo ser humano, diz Laitman em entrevista à Agência Efe.

Professor de ontologia e teoria do conhecimento, mestre em Biocibernética Médica e autor de mais de 40 livros, o filósofo acaba de publicar na Espanha "Um Guia para a Sabedoria Oculta da Cabala". Trata-se de um "método prático", como ele define, para responder à pergunta mais profunda da existência humana: "Qual é o significado da vida?".

Esse propósito vital, disse Laitman, é o que faz as pessoas alcançarem "o mais alto nível espiritual" e que não tem a ver com religiões ou crenças, mas com um autêntico desenvolvimento pessoal.

Considerado um "verdadeiro visionário" pela diretora-geral da Unesco, Irina Bokova, este estudioso promove um método educativo global baseado nesta doutrina milenar, entendida como o caminho de conhecimento, e também na internet, já que a rede é capaz de conseguir a interconexão humana que pode evitar o colapso, afirma.

"A sabedoria da cabala desaparece e reaparece em função de da época estar ou não favorável para compreender sua profundidade, e agora chegamos a este momento ", explica Laitman, que insiste em extrair da sabedoria cabalística qualquer sentido religioso e mágico.

"Não pertence a nenhuma religião. O judaísmo odeia a cabala, como o resto das religiões. É um conhecimento que fala sobre o mundo, uma ciência como a física", acrescenta.

"Eu era um cientista novato em Biocibernética, estudava sistemas análogos, integrados, equilibrados em todos seus elementos e, através deles, cheguei à cabala. E não encontrei nada a ver com a fé ou o misticismo", disse Laitman, para quem "a única realidade está no interior" humano.

Cerca de dois milhões de pessoas estudam na universidade aberta através da internet por Laitman, destinada a compartilhar a sabedoria desta doutrina com a prova de tradicionais fontes cabalísticas como "O livro de Zohar", "A Árvore da Vida" e "O Estudo das Dez Sefirot".

São, no entanto, a linguagem simples e comum de Laitman e, sobretudo, a compreensão moderna e científica da cabala que diferenciam este conhecimento do que durante séculos os cabalistas judeus mantiveram oculto nos círculos mais fechados.

"Estava escrito nas fontes da cabala que chegaria o momento, no final do século 20, no qual a humanidade cairia na mesma situação de crise que levou a sua dispersão há milhares de anos e então seria revelada novamente a sabedoria da cabala", afirma Laitman.

O estudioso, que participa de uma série de palestras neste fim de semana em Madri e que nos próximos dias viajará para Moscou para apresentar suas doutrinas, comenta os sinais que nos últimos tempos parecem confirmar que a humanidade se encontra em um momento de mudança.

Sobre os jovens que se manifestaram estas semanas nas praças da Espanha para reivindicar uma mudança política e no sistema, Laitman lamenta a confusão que se encontram.

"Eles mesmos não sabem o que querem. Estive hoje lá e falei com eles. Infelizmente toda a humanidade está na mesma situação. As pessoas não têm trabalho, mas o pior é que esta situação vai piorar", profetiza.

Segundo Laitman, "é preciso construir uma nova sociedade global, interconectada, da mesma maneira que acontece com o resto da natureza, pois, caso contrário, nos transformaremos em um câncer para a Terra".

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,81
    4,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h19

    0,45
    104.301,58
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host