PUBLICIDADE
Topo

Francês que passou 56 horas em bote salva-vidas é resgatado

21/01/2013 01h07

Sydney (Austrália), 21 jan (EFE).- As autoridades australianas recuperaram o regatista francês Alain Delord, que passou 56 horas à deriva a bordo de um bote salva-vidas no oceano Antártico depois que seu iate perdeu o mastro, informaram hoje fontes oficiais.

A dramática operação, que durou três dias, terminou na noite deste domingo quando a embarcação Orion, que ia rumo às ilhas Macquarie como parte de uma expedição à Antártida, recuperou Delord a cerca de 380 milhas náuticas a sudoeste de Hobart, capital do estado insulano da Tasmânia.

Delord, quem chegará na terça-feira a Hobart, apresenta bom estado de saúde e somente padece sofre de ferimentos superficiais, segundo um comunicado da Autoridade Australiana de Segurança Marítima.

O navegante francês de 63 anos, que tentava dar sozinho a volta ao mundo, emitiu um sinal de auxílio na sexta-feira passada depois que sua embarcação de 11 metros perdeu o mastro devido ao mau tempo a cerca de 500 milhas náuticas do litoral do sudoeste da Tasmânia, segundo a emissora local "ABC".