PUBLICIDADE
Topo

PSUV pede que Chávez seja sepultado junto de Simón Bolívar

Em Caracas

06/03/2013 15h31

O deputado Freddy Bernal afirmou nesta quarta-feira (6) que Hugo Chávez merece, devido a sua "importância política" e "dedicação à pátria", ser sepultado no Panteão Nacional no centro de Caracas, onde está o túmulo do "libertador" Simón Bolívar e de "outros heróis" do país.

O deputado do Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV), criado e presidido por Chávez, admitiu que esse pedido seria uma exceção ao que estabelece a Constituição do país.

Tal honra está reservada para "venezuelanos ilustres que tenham prestado serviços relevantes à República, após terem sido transcorridos 25 anos de sua morte", diz a Carta Magna que atribui tal decisão à Assembleia Nacional.

Os deputados devem "seguir a recomendação" do presidente da República, de dois terços dos governadores e dos reitores das universidades, detalha o texto constitucional.

O PSUV conta com a maioria qualificada necessária em todas essas instâncias, por isso o prazo de 25 anos é o único obstáculo.

Um dia depois da morte, os membros do governo e da família de Chávez ainda não sabiam informar onde o chefe de Estado será enterrado.

O funeral acontecerá na próxima sexta-feira (8), com a presença de "cerca de dez chefes de Estado", após o velório na Academia Militar, que começa hoje, afirmou o chanceler do país, Elías Jaua.

O vice-presidente Nicolás Maduro será o encarregado de assumir a presidência do país de maneira interina, até que sejam realizadas eleições num prazo de 30 dias.

De acordo com a decisão de Chávez antes de sua última cirurgia, Maduro será o candidato do PSUV nas próximas eleições presidenciais. Naquela ocasião, o falecido líder venezuelano admitiu a possibilidade de não continuar no cargo e pediu que seus seguidores votassem em Maduro.

Notícias