Topo

Em encontro com Abbas, papa Francisco pede "decisões valentes" a favor da paz

Maurizio Brambatti/AP
O papa Francisco se reuniu com o líder palestino Mahmoud Abbas no Vaticano Imagem: Maurizio Brambatti/AP

Na Cidade do Vaticano,

2013-10-17T10:29:00

17/10/2013 10h29

O papa Francisco recebeu nesta quinta-feira (17) no Vaticano o presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas, e lhe manifestou a necessidade de "que sejam tomadas decisões valentes" a favor da paz no Oriente Médio.

Na reunião que durou cerca de 30 minutos, foi expressado "o desejo de que as negociações entre israelenses e palestinos produzam os frutos desejados para encontrar uma solução justa e duradoura para um conflito cujo final é cada vez mais necessário e urgente", segundo comunicado da assessoria de imprensa do Vaticano.

Tensão entre palestinos e israelenses
Tensão entre palestinos e israelenses
$escape.getHash()uolbr_tagAlbumEmbed('tagalbum','9225', '1')

Outro assunto analisado no encontro foi a situação na Síria, sobre a qual o papa expressou "uma grande preocupação" e desejou que "a lógica da violência dê lugar ao diálogo e à reconciliação o mais rápido possível".

Sobre as relações bilaterais, ambos manifestaram "satisfação com os progressos realizados na elaboração de um acordo global sobre alguns aspectos essenciais da vida e a atividade da Igreja Católica na Palestina".

Durante o encontro, Abbas convidou o pontífice argentino a visitar a Terra Santa.

Marcha para Jesus invade Israel e sela apoio com governo local

Francisco presenteou Abbas com uma caneta que reproduz uma das colunas do baldaquino (dossel) de São Pedro, de Gian Lorenzo Bernini. O líder palestino afirmou que com ela "espera assinar os acordos de paz com Israel". "Espero que seja em breve", acrescentou o papa.

No último dia 30 de abril, Francisco recebeu o presidente de Israel, Shimon Peres, que também lhe convidou para viajar a Jerusalém.

Pontificado de Francisco
Pontificado de Francisco
$escape.getHash()uolbr_tagAlbumEmbed('tagalbum','71407', '')

O porta-voz do Vaticano, Federico Lombardi, explicou há poucos dias à imprensa israelense que a peregrinação do papa e do rabino argentino Abraham Skorka a Jerusalém é "um sonho comum", mas que ainda não há data confirmada.

Alguns meios de comunicação israelenses anteciparam que a viagem pode acontecer em março ou abril do ano que vem.

O presidente da ANP chegou à biblioteca do palácio pontifício para seu encontro com o papa com uma delegação formada por 13 pessoas, entre elas, a prefeita de Belém, Vera Baboun.

Mais Notícias