Topo

Sobe para 26 o número de mortos pelo tufão Wipha no Japão

18/10/2013 05h18

Tóquio, 18 out (EFE).- As autoridades do Japão elevaram nesta sexta-feira para 26 o número de mortos pelo tufão Wipha, que na última quinta-feira atingiu grande parte do país, enquanto continuam as buscas por cerca de 30 desaparecidos.

Milhares de policiais, bombeiros e militares continuam os trabalhos de resgate na ilha de Izu Oshima, a 100 quilômetros ao sul de Tóquio, e que foi a mais afetada pelo temporal, já que as fortes chuvas derrubaram uma enorme encosta que arrasou praticamente tudo que havia em seu caminho.

O primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, visitará no próximo domingo a ilha de 8,3 mil habitantes onde houve, até agora, 23 vítimas. Além disso, as autoridades locais estimaram em 280 as casas danificadas pelos deslizamentos de terra causados pelas chuvas.

A equipe de médicos legistas identificou até o momento 13 corpos dos 23 que foram encontrados na ilha, informaram fontes locais à agência de notícias "Kyodo".

Por outro lado, representantes do governo municipal de Oshima e o ministro do Fomento japonês, disseram que vão fazer "todo o possível" para evitar outro desastre semelhante na ilha, já que estão previstas mais chuvas para o próximo fim de semana.

Neste sentido, as autoridades alertaram que o tufão Francisco, o de número 27 da temporada no Pacífico, se dirige rumo à ilha.

A marinha japonesa enviou um total de 130 engenheiros, caminhões, e escavadeiras hidráulicas para ajudar nos trabalhos de restauração da área.

O número de feridos continua em 89, sem contar os da ilha de Izu Oshima, segundo informações policiais.

Mais Notícias