PUBLICIDADE
Topo

CNA se despede de Mandela com caixão envolvido nas cores de sua bandeira

14/12/2013 05h34

Johanesburgo, 14 dez (EFE).- O Congresso Nacional Africano (CNA) se despediu neste sábado de Nelson Mandela, cujo caixão foi envolvido nas cores do partido que foi liderado pelo ex-presidente, em uma cerimônia na base da Força Aérea de Waterkloof em Pretória.

"Gostaríamos de agradecer à família por nos terem dado a oportunidade de dizer adeus", disse que o tesoureiro do CNA, Zweli Mkhize, antes que os presentes entoassem uma canção de despedida, em entrevista à agência sul-africana "Sapa".

Nos três dias anteriores, em que o corpo de Mandela foi velado na sede do governo sul-africano em Pretória, o caixão tinha sido envolvido na bandeira da África do Sul.

Na primeira fila da cerimônia, que começou por volta das 7h locais (3h de Brasília), estava o presidente da África do Sul, Jacob Zuma, com a viúva de Mandela, a moçambicana Graça Machel, e a ex-mulher de Madiba, Winnie Madikizela-Mandela.

O caixão de Mandela será transportado hoje da base aérea até a aldeia de Qunu, lugar onde Madiba cresceu e será enterrado amanhã.

O ex-presidente sul-africano Thabo Mbeki, o presidente adjunto do CNA, Cyril Ramaphosa, a presidente do CNA, Baleka Mbete, além de ministros e outros integrantes do partido governante estiveram presentes na base militar para se despedir de Mandela.

Os membros do CNA, muitos vestidos com as cores do partido, cantaram e dançaram no hangar antes da cerimônia de entrega do caixão.

De acordo com o programa da cerimônia de despedida, Zuma se dirigirá à multidão e a família Mandela vai fazer um voto de agradecimento.

O poema favorito de Mandela, "Invictus", foi impresso na parte de trás da folha com o programa da cerimônia.

A base se encheu de flores para a ocasião e um enorme paraquedas cobre o teto do espaço onde acontece a cerimônia.

Nelson Mandela morreu no último dia 5 de dezembro aos 95 anos cercado por sua família em sua casa de Johanesburgo.