Topo

Polonês inicia corrida até o Vaticano em tributo ao papa João Paulo II

26/03/2014 09h13

Varsóvia, 26 mar (EFE).- Um cidadão polonês, de 41 anos, iniciou nesta semana uma corrida de mais de 2 mil quilômetros que o levará até o Vaticano, onde espera chegar no próximo 27 de abril para acompanhar o processo de canonização de Karol Wojtyla.

"Quero que esta viagem seja um verdadeiro testemunho de fé", explicou nesta quarta-feira à Agência Efe Piotr Kurylo, que ressaltou que seu esforço "é a melhor forma de prestar tributo a um grande homem".

O corredor, que começou sua aventura a partir da cidade de Augustow, espera completar cerca de 70 quilômetros por dia em sua corrida à Cidade Santa, um percurso que deverá passar por países como Eslováquia, Áustria e Itália.

"É um desafio, mas tenho a vontade de lutar e de vencer a distância", assegurou Kurylo, quem acredita que "querer é poder" e espera que sua ação sirva para demonstrar que todas as pessoas podem se superar.

"Quando escutei que o papa ia a ser canonizado soube que devia correr ao Vaticano", apontou Kurylo pouco antes de dar início a uma nova etapa, na qual, assim como nas anteriores, disse que rezaria "pela paz, especialmente na Ucrânia".

O aventureiro polonês, que leva um carrinho carregado com mantimentos, não conta com nenhum outro tipo de assistência além do carinho dos habitantes dos locais por onde passa.

Esta também não é a primeira vez que Kurylo embarca em uma aventura deste tipo, tendo em vista que o mesmo já percorreu meio mundo em corridas por outras causas.

A canonização de João Paulo II está prevista para ocorrer no próximo dia 27 de abril, quando o papa polonês se transformará - junto a Juan XXII e Pio X - em um dos três pontífices proclamados santos nos últimos 100 anos.

Entre os atos organizados no país natal de Karol Wojtyla destaca a atuação da tenor espanhol Plácido Domingo, quem atuará no próximo dia 27 de abril na cidade de Poznan.

Além da apresentação de Domingo em Poznan, outros eventos devem ser realizados em todo país para celebrar a canonização de quem fora papa entre 1978 e 2005 - um dos papados mais longos da Igreja Católica -, especialmente em Wadowice, sua cidade natal.

Mais Notícias