PUBLICIDADE
Topo

Israel diz que membro do Hamas era seu alvo em ataque que matou crianças

Em Jerusalém

16/07/2014 17h20

O Exército de Israel informou que investiga o ataque aéreo que matou nesta quarta-feira (16) quatro crianças em uma praia de Gaza e que os resultados preliminares apontam que o alvo era um membro do movimento islamita Hamas.

As crianças brincavam quando um primeiro míssil caiu na areia, e ao fugirem correndo, um segundo disparo as acertou em cheio, segundo a versão das testemunhas.

Outras 12 crianças ficaram feridas nesta praia, que fica próxima ao hotel onde estão hospedados muitos jornalistas internacionais, e a mais de 300 metros de prédios residenciais.

Em comunicado enviado por SMS, o Exército também acusou o Hamas de se misturar entre a população civil. "O Exército não tem intenção alguma de causar danos aos civis envolvidos pelo Hamas no combate urbano", diz a mensagem.

"Estamos investigando com cuidado o incidente em questão. De acordo com os resultados preliminares, o objetivo do ataque era um membro do Hamas. A informação sobre vítimas civis é um trágico resultado", acrescenta.

Ao fio deste argumento, o comunicado afirma que "a cínica exploração do Hamas de uma população refém causou que o exército israelense tenha tido que abortar em múltiplas ocasiões operações contra alvos terroristas. A investigação segue em curso".