Topo

Austrália anuncia participação nos bombardeios aéreos no Iraque

Em Sydney

03/10/2014 02h57Atualizada em 03/10/2014 08h29

Austrália se unirá aos bombardeios aéreos liderados pelos Estados contra as posições do Estado Islâmico (EI) no Iraque, anunciou nesta sexta-feira o primeiro-ministro Tony Abbott.

"O gabinete autorizou os bombardeios aéreos da Austrália no Iraque a pedido do governo iraquiano e em apoio ao governo iraquiano", disse Abbott em entrevista coletiva em Canberra.

"Só Iraque pode derrotar o EI, mas Iraque não deve fazer isso sozinho", opinou o primeiro-ministro.

A previsão é de que a participação da Austrália nos bombardeios no Iraque, que já estão sendo praticados pelos Estados Unidos em colaboração com seus aliados, começarão "nos próximos dias", informou o chefe da Força Aérea do país, Mark Binskin.

Após uma reunião com o Comitê de Segurança Nacional e o gabinete australiano, o primeiro-ministro alertou que a missão no Iraque pode ser "bastante longa" e durar "meses".

"Quero assegurar ao povo australiano que será tão longa quanto for necessário, mas tão curta como possível", disse o primeiro-ministro ao ressaltar que a participação militar no Iraque é "parte do interesse nacional".

Mais Notícias