Topo

Ex-ministro Khalid Mahfuz Bahah é designado novo chefe de governo no Iêmen

2014-10-13T10:37:00

13/10/2014 10h37

Sana, 13 out (EFE). - O presidente iemenita, Abdo Rabbo Mansour Hadi, encarregou nesta segunda-feira o ex-ministro de Petróleo e Minerais Khalid Mahfuz Bahah a formar um novo governo para dar saída à crise com o movimento xiita dos houthis, após o fracasso da nomeação de na semana passada.

Uma fonte presidencial disse à Agência Efe que a designação de Bahah, que atualmente é embaixador do Iêmen perante Nações Unidas, foi aceita pelos houthis. A nomeação de Bahah, nascido em 1965 na província de Hadhramaut, se deu após "um consenso com todas as forças políticas", segundo a mesma fonte.

A rádio oficial iemenita informou, por sua vez, que a decisão foi adotada durante uma reunião de Hadi com sua equipe de assessores, que representa todas as forças políticas, incluindo os houthis.

O movimento rebelde xiita, que domina o país desde agosto e se apoderou de várias sedes governamentais e de segurança na capital, não expressou publicamente sua postura.

No último dia 7, o presidente nomeou Ahmed bin Mubarak para formar governo, mas os houthis a rejeitaram, forçando sua renúncia um dia depois.

A escolha do primeiro-ministro responde ao acordo de paz assinado em 21 de setembro entre Sana e os rebeldes, que estipula a nomeação de um primeiro-ministro de consenso e de um Executivo que inclua ministros houthis.

Desde o início dos seus protestos, os houthis reivindicavam uma mudança de governo, por isso que o anterior, liderado por Mohammed Salem Basindawa, renunciou.

Os simpatizantes do movimento xiita foram alvo no último dia 9 de um atentado em Sana que causou a morte de 47 pessoas, que participavam de uma manifestação contra as autoridades.

Mais Internacional