Mulher que tentou vender filha para salvar marido na China recebe R$ 540 mil

Em Pequim

  • Reprodução/DailyMail

    Chinesa tentou vender na rua o bebê do casal para arrecadar fundos para operação

    Chinesa tentou vender na rua o bebê do casal para arrecadar fundos para operação

Uma mulher da província de Fujian, no sudeste da China, que tentou vender a própria filha para conseguir fundos para uma operação de urgência para seu marido, recebeu uma doação de 1,27 milhões de iuanes (R$ 542.196) de mais de 3.000 pessoas, conforme informou o jornal chinês "Sina News".

O valor recebido por Ni Qiong superou a quantidade necessária para as despesas médicas da operação e, como agradecimento, seu marido, Zhou Xinggui, devolveu 600 mil iuanes (R$ 256.265) em forma de doações a organizações beneficentes.

O jornal informou que 500 mil iuanes (R$ 213.554) foram enviados à Cruz Vermelha, enquanto o resto será doado às famílias desfavorecidas de Youyang, a cidade natal de Zhou Xinggui.

Em 11 de dezembro, Zhou caiu do terceiro andar de um prédio durante uma obra e ficou gravemente ferido. Após perder contato com o supervisor da construção, sua família ficou sem dinheiro para custear as despesas médicas.

Passados cinco dias do acidente, Ni Qiong tentou vender na rua o bebê do casal para arrecadar fundos e, desta maneira, poder salvar seu marido.

O caso teve grande repercussão na imprensa e em poucos dias a família recebeu os 1,27 milhões de iuanes de milhares doadores, sendo que 100 mil iuanes (R$ 42.710) foram dados por um homem da província de Cantão, que prefere manter o anonimato.

"Por favor, diga a todos que já não precisamos mais do dinheiro", pedia Zhou a cada jornalista que o entrevistava.

Depois da operação e em uma cadeira de rodas, o homem foi ao banco para fechar a conta na qual foram depositas as doações.

"Não é fácil para ninguém ganhar dinheiro. O dinheiro doado foi obtido com muito esforço pelos demais", disse.

Por conta da lesão, Zhou não poderá mais realizar qualquer trabalho manual pesado no futuro. Ele decidiu voltar com sua família a sua cidade natal.

"Desde a tragédia, me dei conta que a maior felicidade é viver junto a minha família", expressou.

No mês passado, as ruas da capital chinesa presenciaram outro caso de solidariedade, quando um homem se transformou em "saco de boxe humano" --se oferecendo para apanhar de desconhecidos-- para conseguir dinheiro para seu filho, que tem leucemia.

Comovidos com a história, muitos cidadãos doaram um total de 800 mil iuanes (R$ 377.827) para pagar as faturas médicas da criança.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos