Topo

Atentado suicida no Afeganistão deixa pelo menos quatro mortos

2015-03-16T14:03:00

16/03/2015 14h03

Cabul, 16 mar (EFE).- Pelo menos quatro pessoas, entre elas dois civis, morreram e outras cinco ficaram feridas nesta segunda-feira em um atentado suicida perpetrado contra um posto de controle policial na província de Helmand, no sul do Afeganistão, informaram à Agência Efe fontes oficiais.

Um atacante suicida explodiu um veículo carregado de bombas quando as forças de segurança afegãs o pararam em um controle de acesso à capital regional, Lashkarga, disse o porta-voz do governador provincial, Omar Zwak.

Dois civis e dois policiais morreram em consequência da explosão, que aconteceu por volta das 16h50 local (10h20, em Brasília) na área de Zanjir.

O porta-voz governamental acrescentou que os feridos, entre eles dois policiais, foram transferidos a um hospital da cidade, no qual recentemente aumentaram os ataques insurgentes.

Na semana passada, sete civis morreram em outro atentado suicida com carro-bomba em Lashkarga, no qual também ficaram feridas 18 pessoas.

"Durante o último mês, os talibãs sofreram importantes baixas nas operações militares que estão em andamento e esse é seu principal motivo para tentar bater nas forças policiais da cidade com a colocação de minas e realizando ataques suicidas", assegurou à Efe o vice-governador provincial, Muhammad Khan Rasoulyar.

O Exército afegão lançou no começo de fevereiro uma ofensiva em Helmand denominada "Zulfaqar" (espada lendária) e ontem faleceram dez supostos insurgentes do grupo Estado Islâmico (EI), entre eles o comandante Hafiz Wahid, sucessor do mulá Abdul Rauf Khadim, morto em fevereiro no bombardeio de um drone.

Dezenas de insurgentes atacaram ontem à noite diferentes postos de controle das imediações de Lashkargah, onde pelo menos 26 deles morreram nos enfrentamentos que explodiram com as forças de segurança, assegurou à Efe um agente da zona que preferiu manter o anonimato.

As forças de segurança estão instalando diversas estações de controle na província, após recuperar várias localidades que estavam em mãos dos talibãs, o que obrigou os grupos insurgentes a atacar a capital provincial.

O vice-governador indicou que no último mês as tropas afegãs desativaram dezenas de minas e frearam diversos ataques suicidas, mas "às vezes os insurgentes conseguem realizar esse tipo de atentados".

As forças de segurança intensificaram recentemente suas ofensivas em todo o país perante a iminente chegada da primavera, estação na qual aumentam os ataques insurgentes, especialmente nas zonas pouco acessíveis durante a época de frio e neve.

A Otan pôs ponto final em 2014 a sua missão de combate no Afeganistão, a Isaf, que foi substituída desde janeiro pela operação Apoio Decidido, com cerca de 4 mil soldados em tarefas de assistência e capacitação dos corpos de segurança afegãos.

Os Estados Unidos mantêm sua missão "antiterrorista" de combate no Afeganistão com cerca de 11 mil soldados, que devem permanecer no país até 2016, embora Washington esteja replanejando os termos e a duração dessa operação.

Mais Notícias