PUBLICIDADE
Topo

Identificados perfis genéticos das 150 pessoas a bordo de voo da Germanwings

Em Paris

02/04/2015 14h10

Os investigadores do acidente do avião da Germanwings que caiu no dia 24 de março nos Alpes franceses já identificaram os 150 perfis genéticos diferentes dos ocupantes do voo, e agora falta atribuir cada um deles aos passageiros e tripulantes do voo, anunciou nesta quinta-feira o promotor de Marselha, Brice Robin.

O promotor responsável pelo caso ressaltou em entrevista coletiva que para identificar as vítimas será preciso comparar estas amostras de DNA com as fornecidas pelos familiares das vítimas, um trabalho que começará no início da semana que vem.

Robin se comprometeu a avisar de forma imediata a cada família assim que cada corpo tenha sido identificado, mas destacou que os restos mortais não serão entregues até que a comissão de investigação se reúna para validar todos os resultados.

O Ministério Público e o Instituto de Pesquisa Criminal da Gendarmaria Nacional francesa (IRCGN), responsáveis pela análise, "farão tudo" para que o prazo de entrega "seja o mais curto possível", acrescentou o promotor.

Em entrevista coletiva na qual foi informado os últimos avanços das investigações, incluído a descoberta da segunda caixa-preta, a promotoria disse que a via terrestre aberta até o local do impacto permitiu acelerar as buscas.

O promotor acrescentou que os familiares receberão os objetos pessoais das vítimas, entre os quais foram encontrados 40 telefones celulares, que dificilmente funcionarão devido ao estado em que se encontram.