Topo

Centenas de pessoas marcham em Jalisco contra a violência

2015-05-09T22:53:00

09/05/2015 22h53

Guadalajara (México), 9 mai (EFE).- Centenas de pessoas se manifestaram neste sábado em favor da paz e contra a violência no estado de Jalisco, no México, que no dia 1º de maio viveu uma onda de ataques em 25 municípios realizados pelo cartel que controla a região e que deixou 17 mortos.

Vestidos de branco e com balões, famílias inteiras, jovens e religiosos pediram tranquilidade e mais segurança nesta cidade que há uma semana ficou paralisada pelo fechamento de ruas e a destruição de 36 unidades de transporte público, veículos, comércios e postos de gasolina.

"Somos cidadãos que estamos cansados da violência. Temos temor de sair às ruas e mais ainda com nossas crianças. Só resta rezar para que isto acabe", disse Tania Ponzo, uma mãe que foi acompanhada de seus três filhos.

Claudia Hernández, uma catequista católica, considerou positivo que os cidadãos tenham se organizado para realizar esta manifestação: "Estamos interessados em continuar lutando pela esperança e pela tranquilidade", afirmou.

Depois de percorrer cerca de três quilômetros, os manifestantes cantaram o hino nacional e depositaram velas e flores no monumento à Minerva, ícone da cidade e local onde os locais de reúnem para festejar as vitórias de seus times de futebol.

Neste local, o grupo "Advogando por Jalisco" reuniu assinaturas para apresentar um abaixo-assinado contra os governos estadual e Federal por "sua omissão em matéria de segurança", explicou o advogado Marco del Toro, um dos militantes desta iniciativa.

As forças federais mexicanas iniciaram no dia 1º de maio um forte esquema de segurança chamado "Operação Jalisco" depois de ataques do crime organizado, que deixaram 17 mortos, entre eles oito agentes de segurança em um ataque a um helicóptero militar realizado pelo cartel com um lança-granadas.

Mais Notícias