Topo

Suspeita de envenenamento deixa 60 estudantes hospitalizadas no Afeganistão

Em Cabul

2015-06-06T10:20:00

06/06/2015 10h20

Pelo menos 60 estudantes foram hospitalizadas neste sábado (6) após sofrer enjoos e vômitos por um possível envenenamento em um colégio no centro do Afeganistão. O caso foi na manhã no distrito de Panjab, na província de Bamyan, afirmou à "Agência Efe" o chefe da polícia regional, Khudayar Qudsi, que acrescentou que as meninas têm entre 17 e 18 anos.

O chefe de polícia destacou que a investigação sobre o incidente ainda não terminou, por isso não é possível precisar a causa do mal estar das adolescentes. Há duas semanas, outras 60 meninas de um colégio do norte do Afeganistão foram intoxicadas com um "pó branco que emitia um forte cheiro" supostamente lançado por talibãs, tradicionalmente contrários à educação feminina.

Os casos de intoxicações em escolas femininas são bastante frequentes no Afeganistão e geralmente estão rodeados de mistério. Nos últimos anos, ocorreram casos de envenenamentos em escolas de meninas, entre eles quatro intoxicações maciças em 2013, quando 230 estudantes foram envenenadas.

Muitos analistas responsabilizam os talibãs por esses ataques, mas porta-vozes dos rebeldes negaram seu envolvimento nestes fatos e asseguraram que, em um novo governo no Afeganistão liderado por eles, permitiriam a educação feminina.

Os insurgentes, no entanto, se opuseram tradicionalmente à educação das meninas e adolescentes e a proibiram durante seu regime fundamentalista islâmico no país (1996-2001). Desde a queda dos talibãs por causa da invasão americana em 2001, a comunidade internacional sempre pôs ênfase em sua vontade de impulsionar a educação feminina no Afeganistão.

Mais Notícias