Tropas iraquianas avançam em Ramadi e repelem ataques do Estado Islâmico

Bagdá, 1 jan (EFE).- Pelo menos 28 terroristas morreram nesta sexta-feira em operações das forças iraquianas na cidade de Ramadi e em outras áreas da província de Al-Anbar, onde repeliram vários ataques do grupo Estado Islâmico (EI), informaram à Agência Efe fontes militares do Iraque.

As fontes explicaram que as forças iraquianas continuaram a ocupação dos bairros da cidade de Ramadi onde estavam os jihadistas, e destacaram seus soldados no bairro sulista de Al- Iskan, ao mesmo tempo em que iniciavam uma operação para desativar artefatos explosivos.

Em Al-Iskan, membros do EI que estavam escondidos atacaram as tropas, que repeliram o ataque e mataram 18 extremistas, entre eles três suicidas, segundo as fontes oficiais.

Oito soldados das forças iraquianas ficaram feridos nos enfrentamentos, segundo as fontes, que asseguraram que Al-Iskan está sob seu total controle.

A coalizão dos Estados Unidos participou das operações contra o grupo jihadista.

O EI realizou, além disso, oito ataques com carros-bomba conduzidos por suicidas contra uma sede do exército iraquiano e outra da polícia de Al-Anbar na região de Al Nazem, no norte da província.

As forças iraquianas impediram os ataques, destruíram os carros-bomba e mataram os oito suicidas antes que chegassem a seu alvo.

A polícia, junto com membros da tribo de Al Yagaifa e com apoio aéreo, matou ainda dois suicidas que estavam em carros-bomba e tinham como alvo a área de Al Jasfa, 100 quilômetros ao oeste de Ramadi.

Na segunda-feira passada, as forças iraquianas anunciaram a libertação de Ramadi, mas ainda restam várias centenas de jihadistas na cidade que controlam algumas zonas. O EI domina, além disso, outras áreas de Al- Anbar.

Por outra parte, o EI atacou as forças iraquianas e a milícia Multidão Popular perto do povoado de Al Salam, ao noroeste de Tikrit, capital da província de Saladino, onde os jihadistas tiveram oito baixas.

Neste ataque morreu também um membro da Multidão Popular e outros dois ficaram feridos.

O EI proclamou no final de junho de 2014 um califado nos territórios do Iraque e da Síria sob seu controle.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos