Bombardeio da coalizão da Arábia Saudita mata 6 mulheres no Iêmen

Sana, 2 jan (EFE).- Seis mulheres morreram neste sábado em bombardeios aéreos da coalizão árabe liderada pela Arábia Saudita, registrados antes que a aliança anunciasse o fim de uma trégua que nenhum lado em conflito respeitou.

Este bombardeio, que causou ferimentos em uma sétima mulher, aconteceu na província de Saada, no noroeste do Iêmen e reduto dos rebeldes houthis, segundo a agência de notícias iemenita "Saba", controlada pelos insurgentes.

A fonte denunciou seis bombardeios, que causaram grandes danos em propriedades públicas e privadas, efetuados antes do fim do cessar-fogo às 14h (horário local, 8h de Brasília).

Na periferia da capital Sana, a aviação da coalizão bombardeou também em cinco ocasiões a região de Haima, ao oeste da cidade, onde ficam sedes governamentais controladas pelos houthis.

Também efetuou três bombardeios contra um acampamento na montanha de Al Nabi Shueib, ao noroeste de Sana, e destruiu uma fábrica alimentícia na área de Dahmar, segundo fontes tribais e testemunhas consultadas pela Agência Efe.

O anúncio da coalizão árabe, que começou sua intervenção no Iêmen contra os houthis em março do ano passado, surpreendeu porque em nenhum momento houve uma cessação dos bombardeios.

A trégua começou em 15 de dezembro com as negociações de paz na Suíça entre ambos lados e, após uma semana, se ampliou automaticamente, apesar de nem os houthis nem seus rivais a respeitarem.

As razões aduzidas pela coalizão para romper a trégua são o lançamento de mísseis balísticos contra o sul da Arábia Saudita por parte dos houthis e a continuação de suas operações em território iemenita.

O conflito no Iêmen continua depois que os lados rivais concluíram suas conversas de paz na Suíça sem chegar a um acordo para um cessar-fogo permanente, mas com o compromisso de retomar o diálogo em meados de janeiro.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos