Israel ataca 4 alvos do Hamas em Gaza após lançamento de foguetes

Em Gaza

  • Adel Hana/AP

    Crianças palestinas carregam armas de brinquedo durante comício para comemorar o 28º aniversário do grupo militante Hamas

    Crianças palestinas carregam armas de brinquedo durante comício para comemorar o 28º aniversário do grupo militante Hamas

A Força Aérea de Israel atacou quatro alvos militares do movimento islamita Hamas na Faixa de Gaza na madrugada deste sábado (2), em resposta ao lançamento de vários foguetes contra o sul de Israel no dia anterior à noite.

"A Força Aérea atacou duas instalações militares de treinamento do Hamas e dois alvos militares", informaram as forças israelenses em um comunicado sobre o ataque, que não informou se houve vítimas.

Dois dos bombardeios tiveram como alvo instalações de treinamento pertencentes ao braço armado do Hamas, as "Brigadas de Ezedin al-Qassam", na Cidade de Gaza e no norte da faixa.

E acrescentaram que outros dois foram sobre a cidade de Rafah, no sul do enclave, e no centro da faixa.

Fontes médicas de Gaza disseram que não houve feridos em consequência dos quatro bombardeios consecutivos.

O exército israelense disse em comunicado que "a Força Aérea atacou duas instalações militares de treinamento do Hamas e dois alvos militares".

"O exército considera o Hamas responsável por qualquer ataque que saia de Gaza", acrescentou o comunicado.

Os bombardeios, antes do amanhecer, se seguiram ao incomum lançamento de uma série de vários foguetes, dois dos quais atingiram áreas desabitadas do território israelense sem causar danos materiais ou feridos.

Segundo o comunicado militar, "múltiplos foguetes foram disparados contra Israel desde a Faixa de Gaza", o que provocou previamente que se ativassem sirenes antiaéreas em várias comunidades do sul do país.

Segundo o serviço de notícias "Ynet", dois dos foguetes caíram em território israelense e outros dois em solo palestino, no primeiro ataque múltiplo desde Gaza desde a guerra de 2014.

Israel e as facções armadas em Gaza, lideradas pelo Hamas, mantêm com altos e baixos um cessar-fogo alcançado sob mediação do Egito que pôs fim no final de agosto de 2014 ao último conflito bélico de envergadura na região.

Por enquanto, nenhuma facção armada na faixa assumiu a autoria dos disparos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos