Mais de 94 mil pessoas permanecem em refúgios após inundações em Assunção

Assunção, 2 jan (EFE).- Mais de 94 mil pessoas estão recebendo assistência nos 122 refúgios instalados em Assunção para atender às pessoas deslocadas pelas inundações na capital do Paraguai, segundo dados divulgados neste sábado pela Coordenação Municipal de Emergências e Desastres (Comueda).

As pessoas mais afetadas são os moradores de Los Bañados, os bairros ribeirinhos da capital, com um total de 31.155 pessoas deslocadas de Bañado Sur, e de 27.630 em Bañado Norte.

A Comueda advertiu que o número total de pessoas atendidas em refúgios está diminuindo porque muitas famílias afetadas se transferem a casas de parentes ou amigos.

O nível do rio Paraguai em passagem por Assunção registrou hoje 7,86 metros de altura, dois centímetros a menos que na última medição, mas ainda próximo ao nível de 8 metros estabelecido para a evacuação total de Assunção.

A Comueda trabalha para limpar e colher resíduos em Los Bañados, em colaboração com as forças armadas, assim como para fornecer materiais de emergência como madeira e chapas aos afetados para que possam construir casas temporárias.

Também estão realizando de forma paulatina um censo da população residente em cada refúgio.

As inundações provocadas pela cheia do rio Paraguai desde o último mês de dezembro levaram cerca de 100.000 pessoas a abandonar seus lares em Assunção, e deixaram algumas cidades do sul do país, como Alberdi, à beira da evacuação total.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos