China conclui aeroporto em ilhas disputadas com pouso de teste

Pequim, 3 jan (EFE).- O governo da China confirmou neste domingo que finalizou a construção de um aeroporto no recife Yongshu Jiao, nas ilhas Nansha (Spratly), e que já realizou um pouso de teste com um avião civil, um feito que gerou protestos do Vietnã, um dos países da região que reivindicam sua soberania sobre esse arquipélago.

A porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Hua Chunying, confirmou a aterrissagem e ressaltou que a mesma serviu de teste para o novo aeroporto, para comprovar que suas instalações seguem os padrões de aviação civil, segundo a agência oficial "Xinhua".

"A China tem soberania incontestável sobre as ilhas Spratly e suas águas adjacentes, e não aceitará acusações infundadas do Vietnã", disse Hua em resposta aos protestos que o voo provocou no país do sudeste asiático.

As relações entre os dois países - que na quinta-feira instituíram um "telefone vermelho" para estabelecer contato direto em matéria militar - estão em um bom momento de desenvolvimento, por isso a China espera que os laços sejam "sustentáveis, sadios e estáveis", acrescentou a porta-voz.

Antes, no sábado, o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores do Vietnã, Le Hai Binh, acusou a China de violar sua soberania e recentes acordos entre as partes com essa aterrissagem.

Outros governos da região, como Filipinas, Malásia, Brunei e Taiwan, também reivindicam direitos, total ou parcialmente, sobre as ilhas Spratly, situadas no sul do Mar da China Meridional.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos