Criança síria de dois anos é primeiro refugiado a morrer no mar em 2016

Em Atenas

  • Giorgos Moutafis/Reuters

Um menino sírio de dois anos se transformou no primeiro refugiado do ano a morrer nas águas do mar Egeu, no choque de um bote com outras 39 pessoas contra as rochas da ilha de Agathonisi, informou em comunicado a ONG Ajuda Marinha ao Migrante (MOAS, na sigla em inglês).

O acidente ocorreu no sábado (2) de manhã quando as fortes ondas jogaram a embarcação contra as rochas.

Pescadores da ilha acharam o corpo da criança na água e o transferiram ao hospital da ilha de Samos, onde sua morte foi confirmada.

Os pescadores transferiram à costa os 39 sobreviventes, entre eles a mãe do menino, de 20 anos.

Segundo a ONG, dez pessoas ficaram feridas pelo impacto violento contra as rochas, enquanto uma mulher e um bebê de três meses tiveram que ser tratados por hipotermia severa.

Por outro lado, também no sábado, uma mulher de 60 anos morreu em Lesbos logo após chegar à ilha em uma embarcação junto a outros refugiados.

Segundo informa a imprensa local, a mulher sofria uma grave afecção cardíaca e seu estado de saúde se deteriorou sensivelmente durante a travessia desde a costa turca.

O último balanço oficial divulgado na quinta-feira pela Organização Internacional de Migrações (OIM) assinala que pelo menos 3.770 pessoas morreram tentando atravessar o Mediterrâneo em 2015, a maior parte (77%) na rota que separa a Líbia da Itália.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos