Grupo de milícias dos EUA ocupa edifício oficial em parque natural do Oregon

Washington, 3 jan (EFE).- Membros de milícias armadas dos Estados Unidos ocuparam um edifício oficial em um parque natural do Oregon em protesto pela condenação imposta a dois rancheiros por realizar queimadas em um terreno federal, informou neste domingo o jornal "Oregonian".

O xerife do condado de Harney, Dave Ward, explicou em comunicado que, após um protesto pacífico, um grupo de pessoas pertencentes a milícias - que alegam defender princípios constitucionais americanos frente à tirania - e que não são residentes da região ocupou o edifício central do Refugio Natural Malheur.

"Estamos realizando um esforço coletivo com várias agências para encontrar uma solução", acrescentou o xerife, que não detalhou o número de pessoas que realizam a ocupação.

O protesto inicial aconteceu na cidade de Burns em apoio aos dois rancheiros, um caso que mobilizou membros de milícias de todo o país e alguns moradores em uma manifestação pacífica.

Os dois rancheiros, Dwight Hammond e seu filho Steve, deverão comparecer perante as autoridades nesta segunda-feira após serem condenados a cinco anos de prisão por queima sem permissão em terreno federal.

Entre os instigadores da ocupação está Ammon Bundy, filho de Cliven Bundy, um rancheiro de Nevada que enfrentou um caso similar por deixar que seu gado pastasse em território federal.

Burns é uma área montanhosa extremamente remota do oeste americano e, por enquanto, não houve uma resposta direta das autoridades contra a tomada deste refúgio natural federal.

Nos protestos de Burns havia pessoas armadas pertencentes a milícias autorreguladas, inspiradas nas forças insurgentes informais que enfrentaram os britânicos pela independência, declarada em 1776.

Estas milícias armadas modernas, de caráter conservador e antissistema, justificam sua existência no texto da Segunda Emenda da Constituição que fala de uma "milícia bem regulada" e o direito a portar armas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos