Homem que atacou militares em Valence é acusado de tentativa de homicídio

Paris, 3 jan (EFE).- O homem que na sexta-feira atacou quatro militares franceses que protegiam a mesquita da cidade de Valence, ao sudeste de Paris, foi acusado neste domingo de tentativa de homicídios, mas não de terrorismo.

O promotor de Valence, Alex Perrin, confirmou ao canal "itélé" a acusação do agressor, muçulmano praticante de 29 anos de origem tunisiana - onde nasceu, mas de nacionalidade francesa, e detalhou que solicitou para ele - que está hospitalizado - prisão preventiva.

Perrin já tinha assinalado ontem que em princípio descartava a qualificação de terrorista para esse ato, porque não tinham encontrado vinculação com nenhuma rede, e além disso por haver dúvidas sobre sua sanidade mental.

Os investigadores encontraram propaganda jihadista em seu computador, que estava em sua casa em Bron, onde vivia com sua mulher e seus filhos.

Ele jogou seu carro na sexta-feira à tarde contra os militares que faziam guarda diante da mesquita e apesar das repetidas advertências continuou com suas investidas até que dispararam sobre ele e o feriram na perna e no braço.

Algumas testemunhas afirmaram que quando ele jogou seu carro contra os soldados o ouviram gritar "Alahu Akbar" (Alá é grande).

Os médicos que o atenderam disseram que ele queria "matar militares porque matam gente", mas que também pretendia que o matassem, talvez para aparecer como mártir. O promotor destacou que suas declarações pareciam "confusas".

Um dos militares ficou levemente ferido nas pernas ao ser atropelado e uma pessoa que passava por ali foi atingida por uma bala perdida na panturrilha.

Cerca de 10 mil militares participam da operação Sentinelle, iniciada após os atentados jihadistas cometidos em Paris em janeiro do ano passado e reforçados após os de novembro, e cuidam, em especial, da proteção de instalações estratégicas, assim como de centros e instituições religiosas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos