Ataque contra consulado indiano no Afeganistão deixa 2 mortos e 6 feridos

Cabul, 4 jan (EFE).- Pelo menos dois dos seis insurgentes que iniciaram na noite de domingo um ataque ao consulado da Índia na província de Balkh, no norte do Afeganistão, morreram, enquanto cinco membros das forças afegãs e um civil ficaram feridos.

O ataque começou na primeira hora da noite de ontem na cidade de Mazar-e-Sharif, considerada um dos locais mais seguras do Afeganistão, quando os insurgentes, ao serem incapazes de penetrar no consulado, se refugiaram em um edifício próximo, afirmou à Agência Efe o porta-voz da polícia provincial, Shirjan Duranai.

Segundo o porta-voz, a troca de tiros com os insurgentes continua, embora tenha dito que o edifício onde se encontram está completamente sitiado, por isso que os agressores não poderão fugir para nenhuma das edificações contíguas.

"O ataque está se prolongando porque nossas forças especiais estão sendo muito cuidadosas para impedir vítimas entre os civis ao se tratar de uma área residencial", disse Duranai, que reconheceu no entanto que um civil ficou ferido na ação insurgente.

Um porta-voz do governador de Balkh, Munir Ahmad Farhad, explicou à Efe que foram feridos, além disso, cinco membros das forças de segurança e embora tenham conseguido neutralizar dois dos insurgentes, outros "quatro continuam oferecendo resistência".

O embaixador da Índia em Cabul, Amar Sinha, esclareceu através de sua conta oficial do Twitter que todo o pessoal do consulado indiano se encontra "a salvo".

Por sua vez, o Assessor de Segurança Nacional do Afeganistão, Hanif Atmar, condenou "o ataque terrorista ao consulado indiano" através de seu porta-voz, Tawab Ghorzang, que ressaltou que esse ato "covarde não danificará as relações de amizade entre os dois governos e nações".

Os estrangeiros estão na lista de alvos talibãs, junto às forças de segurança e os funcionários públicos.

O último ataque contra uma missão diplomática no país aconteceu em 11 de dezembro contra a embaixada da Espanha em Cabul, uma ação na qual faleceram dois policiais espanhóis, quatro agentes afegãos, dois civis e os quatro agressores.

Em maio de 2014, cinco insurgentes morreram em um ataque talibã ao consulado da Índia em Herat (oeste), sem que houvesse vítimas entre o pessoal diplomático.

Nos últimos meses, os talibãs aumentaram sua presença em várias áreas do país e no final de setembro tomaram temporariamente a cidade nordeste de Kunduz, a maior conquista militar desde a queda do regime em 2001.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos