Fazendeiros cuja condenação motivou protesto de milícia se entregam nos EUA

Los Angeles (EUA), 4 jan (EFE).- Dwight e Steve Hammond - os dois fazendeiros cuja condenação por terem incendiado matas sem permissão em terreno federal motivaram os protestos de uma milícia armada no Oregon, nos Estados Unidos - se entregaram nesta segunda-feira às autoridades na prisão federal de Terminal Island em San Pedro (Califórnia), segundo a imprensa local.

Vinte milicianos armados ocupam desde sábado um prédio do Governo na reserva natural de Malheur (Oregon) como parte do protesto surgido na cidade de Burns para apoiar Dwight e seu filho Steven, de 73 e 46 anos, respectivamente, que foram condenados por incendiar matas em área federal em 2001 e 2006.

De início, Dwight foi condenado a três meses de prisão e seu filho a um ano, penas que já cumpriram, mas em outubro passado um tribunal de apelações considerou que a punição foi branda demais e a aumentou em cerca de quatro anos mais para cada um, já que as leis federais castigam o incêndio provocado com pelo menos cinco anos de prisão.

Os Hammond argumentam que queimaram em sua propriedade para evitar a propagação de plantas invasivas.

A versão do Governo no julgamento foi muito diferente: os condenados se dedicavam à caça e outras atividades ilegais, por isso que provocaram incêndios para apagar as provas.

Os milicianos armados do Oregon, que asseguraram que sua ação é "um protesto pacífico", afirmaram que os Hammond são pessoas perseguidas pelo governo e que foram tratados como "terroristas" sem merecimento.

Os advogados dos Hammond destacaram que seus clientes sempre respeitaram a lei e que por isso cumprirão suas sentenças, embora tenham dito que continuarão com seus esforços legais para restabelecer seus direitos, informou a emissora "ABC".

A esposa de Dwight, Suzie Hammond, disse à emissora "Fox" que seu marido e filho não tiveram nenhuma participação na ação da milícia no Oregon e que ela não tem intenção de comparecer ao local no qual ela acontece.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos