Insurgentes continua sitiados em edifício da base das Forças Aéreas indianas

Nova Délhi, 4 jan (EFE).- Pelo menos dois insurgentes que ainda oferecem resistência na base das Forças Aéreas indianas, atacada no sábado, no norte do país foram sitiados em um edifício do recinto e as tropas têm a situação "sob controle", informaram fontes oficiais nesta segunda-feira.

60 horas depois do início de um ataque que já deixou 11 mortos e 20 feridos, as tropas continuam com a operação para liberar o edifício de dois andares onde os insurgentes estão abrigados e que funcionava como residência do pessoal da base, disse o porta-voz do exército, Anupinder Singh.

"A operação continua e a situação está totalmente sob controle" das forças de segurança, indicou o porta-voz em entrevista coletiva conjunta do exército, da força aérea e da Guarda de Segurança Nacional (NSG).

Singh detalhou que os agressores, quatro deles abatidos no primeiro dia de confrontos, estavam "bem preparados" e "fortemente" armados, e que seu principal alvo era o material da força aérea, que inclui aviões e helicópteros.

O tenente-general da NSG, Dushant Singh assinalou que as famílias que vivem na base estão a salvo e que todo o material e as infraestruturas do recinto foram "assegurados".

Dada a grande extensão das dependências, a contra-ofensiva é realizada conjuntamente pelo exército, a força aérea, a Guarda de Segurança Nacional (NSG), a polícia e os serviços de inteligência, explicou o tenente-general.

"A operação completa continuará até que todo o pessoal, material e infraestruturas sejam revisados fisicamente", ao especificar que, no entanto, essa missão levará provavelmente "muito tempo".

O ataque começou por volta das 3h30 de sábado (20h de sexta-feira em Brasília) no distrito de Pathankot, no estado de Punjab, e até o momento quatro insurgentes e sete membros das forças de segurança morreram, além de 20 militares terem ficado feridos.

O Punjab faz fronteira com a Caxemira, região disputada entre Índia e Paquistão e seu principal ponto de confronto, pelo qual se enfrentaram em duas guerras e vários conflitos menores desde a partilha do subcontinente e a criação dos dois países, em 1947.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos