Novo ataque com carro-bomba próximo ao aeroporto de Cabul deixa 29 feridos

Cabul, 4 jan (EFE).- Um novo ataque suicida com carro-bomba perto do aeroporto internacional de Cabul, capital do Afeganistão, deixou pelo menos 29 feridos, a maioria civis, nesta segunda-feira, informaram à Agência Efe fontes oficiais.

O incidente ocorreu durante a noite no horário local no distrito 9. "As informações iniciais mostram que um suicida usou um veículo carregado de explosivos na estrada de Hawashanasi, perto do aeroporto", disse o chefe do Departamento de Emergências do Ministério do Interior do Afeganistão, Homayoon Aini.

O atentado ocorreu na mesma rua onde pela manhã houve outro ataque com carro-bomba. O insurgente suicida também morreu na ação, mas não houve registro de outras vítimas.

O porta-voz do Ministério da Saúde do Afeganistão, Muhammad Ismail Kawusi, explicou que entre as vítimas do segundo ataque há três mulheres e nove crianças. "Os feridos estão em situação estável e quase todos são civis", disse.

De acordo com uma fonte de segurança afegã que pediu anonimato, a maior parte dos feridos sofreu cortes devido aos vidros quebrados de edifícios próximos após a detonação.

O porta-voz talibã, Zabiullah Mujahid, reivindicou no Twitter o segundo ataque "com um carro-bomba contra um acampamento de invasores estrangeiros com dezenas de mortos e feridos". Os insurgentes, porém, costumar exagerar o impacto de suas ações.

O porta-voz da missão da Otan no Afeganistão, coronel Michael Lawhorn, declarou que não houve baixa entre os soldados, que tem uma base na região militar do aeroporto internacional de Cabul.

Há uma semana, em um atentado similar reivindicado pelos talibãs, um suicida detonou um carro-bomba perto de um veículo da Otan, o que causou a morte de um civil e deixou outros 31 feridos.

O Afeganistão viveu em 2015 um dos anos mais sangrentos desde a queda do regime talibã em 2001, após a invasão dos Estados Unidos. Uma guerra aberta em diversas regiões do país provocou 1.592 mortes e 3.329 feridos entre os civis.

Os insurgentes assumiram o controle de várias áreas do Afeganistão nos últimos meses. Em setembro do ano passado, tomaram temporariamente a cidade de Kunduz, no nordeste do país, a maior conquista militar do grupo desde a operação de ocupação americana. EFE

bks-lar/lvl

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos