Governador de Áden sai ileso de tentativa de assassinato com carro-bomba

Sana, 5 jan (EFE).- O governador da província iemenita de Áden, Edros al Zubaidi, saiu ileso nesta terça-feira de um atentado com carro-bomba no bairro de Al Mansura da cidade de Áden, que foi perpetrado apenas um mês depois do assassinato de seu antecessor no cargo.

Uma fonte de segurança explicou à Agência Efe que um suicida jogou o carro-bomba contra o comboio do governador, causando ferimentos a cinco de seus guarda-costas e a vários civis.

Al Zubaidi se encontrava de visita em Al Mansura junto a outros responsáveis, entre eles o governador da vizinha província de Lahech, Nasr al Jabyi, e o chefe de segurança de Áden, Shalal Shaya.

Nenhum deles sofreu ferimentos no atentado, que por enquanto não foi reivindicado por nenhum grupo.

O frustrado assassinato de Al Zubaidi ocorre depois que em 6 de dezembro o anterior governador, Jaafar Mohammed Saad, morreu junto com cinco guarda-costas em um atentado com carro-bomba em Áden.

O assassinato de Saad foi reivindicado pela braço local do grupo terrorista Estado Islâmico (EI), que qualificou o governador de "apóstata e cabeça dos infiéis", e ameaçou com mais ataques similares.

Estes ataques confirmam a deterioração da segurança que afeta Áden, escolhida como sede provisória do governo iemenita desde a fuga do presidente Abdo Rabbo Mansour Hadi da capital Sana em fevereiro.

Perante esta situação e os recentes enfrentamentos entre forças de segurança e homens armados, a polícia decretou ontem um toque de recolher noturno na cidade.

O conflito no Iêmen continua depois que os grupos rivais concluíram suas conversas de paz em 20 de dezembro na Suíça sem chegar a um acordo para um cessar-fogo permanente.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos