Naufrágio de barca de refugiados deixa 9 mortos entre Turquia e Lesbos

Istambul, 5 jan (EFE).- Pelo menos nove pessoas, a maioria crianças, morreram nesta terça-feira no naufrágio de um bote inflável com refugiados que tentava chegar à ilha grega de Lesbos desde a costa da Turquia.

A lancha, com 22 refugiados a bordo, tinha saído das praias do município de Dikili, na província de Esmirna, por volta das 3h (1h em Brasília), informou o jornal turco "Hürriyet".

A ilha grega de Lesbos, destino habitual de muitos refugiados, está a 20 quilômetros das praias turcas neste trecho, mas a barca tombou pouco após entrar em mar aberto, entre rajadas de tempestade e ondada.

Os corpos de nove passageiros, a maioria deles crianças, foram levados à praia de Altinova, no distrito de Ayvalik, e as equipes da vigilância litorânea turca puderam salvar outros oito refugiados.

A gendarmaria turca lançou uma operação de busca para resgatar o restante, que provavelmente ainda está no mar, mas teme-se que o número de mortos aumente nas próximas horas.

A Turquia abriga cerca de 2,2 milhões de sírios, 45 mil afegãos, 100 mil iraquianos e 14 mil iranianos, tanto de solicitantes de asilo como refugiados.

Em 2015, as patrulhas marítimas turcas resgataram 86.462 pessoas sem documentos que tentavam alcançar uma das ilhas gregas, segundo dados oficiais divulgados ontem.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos