Diplomatas iranianos deixam Arábia Saudita após rompimento de relações

Riad, 6 jan (EFE).- Os membros da Embaixada iraniana em Riad e do consulado da república islâmica na cidade saudita de Jidá deixaram nesta quarta-feira a Arábia Saudita em um avião privado de uma empresa iraniana, informou a agência saudita de notícias, "SPA".

Os membros do consulado de Jidá chegaram ontem à noite a Riad para se unir ao grupo de diplomatas que vivia na capital saudita, de onde partiram rumo a Teerã.

Segundo a "SPA', as autoridades sauditas ofereceram todas as facilidades e tomaram as medidas necessárias para a saída deles país.

Na noite do dia 3, o ministro saudita de Relações Exteriores, Adel al Jubeir deu ao embaixador iraniano e ao resto do pessoal diplomático no país um prazo de 48 horas para deixarem a Arábia Saudita, após o rompimento das relações diplomáticas entre Riad e Teerã.

O motivo para o rompimento foi o ataque, na noite anterior, à embaixada saudita em Teerã e ao consulado na cidade iraniana de Mashhad.

O ataque às delegações diplomáticas sauditas no Irã aconteceu horas depois de as autoridades de Riad executarem o proeminente clérigo e dirigente xiita Nimr Baqir al Nimr e outros 46 condenados à morte, o que provocou críticas de boa parte da comunidade xiita.

A execução de Al Nimr pelas autoridades de Riad aumentou a tensão entre a Arábia Saudita e o Irã e os xiitas do Oriente Médio, que já estão em lados opostos em vários conflitos na região.

Outros governos sunitas como Bahrein e Sudão também romperam relações diplomáticas com o Irã, e Emirados Árabes Unidos e Kuwait se limitaram a reduzir sua representação oficial.

O presidente iraniano, Hassan Rohani, afirmou ontem que o rompimento das relações diplomáticas da Arábia Saudita com o Irã não ressarce "o grande crime" de ter executado "um líder religioso".

Al Nimr foi executado sábado, mais de um ano depois de a Suprema Corte saudita confirmar sua condenação à morte por desobedecer as autoridades e instigar a violência sectária durante os protestos de 2011 e 2012.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos