Índia pede que Coreia se abstenha de testes que põem a região em risco

Nova Délhi, 6 jan (EFE).- A Índia reivindicou nesta quarta-feira que a Coreia do Norte se abstenha de realizar testes nucleares, que a julgamento do governo indiano põem em risco a estabilidade na região e não respeita os compromissos internacionais.

"Pedimos à República Popular Democrática de Coreia que se abstenha de tais ações, que causam impacto na paz e na estabilidade da região", disse o porta-voz das Relações Exteriores indiano, Vikas Swarup, em comunicado.

"É um assunto de profunda preocupação que a República Popular Democrática de Coreia tenha atuado de novo violando seus compromissos internacionais a respeito", advertiu.

Swarup indicou que a Índia avalia a informação disponível, "incluindo a declaração de que foi um teste termonuclear".

Estados Unidos e Japão solicitaram uma reunião urgente do Conselho de Segurança da ONU para impor mais sanções à Coreia do Norte após o teste hoje de uma suposta bomba nuclear de hidrogênio, que suscitou o alarme mundial e que até a China desconhecia, principal aliado do regime de Kim Jong-un.

Em resposta aos três testes realizados anteriormente por Pyongyang em 2006, 2009 e 2013 o Conselho de Segurança já impôs fortes sanções ao país que limitam de forma estrita suas transações internacionais e aguçam seu isolamento econômico.

A Índia mantém há anos uma corrida armamentista com seu vizinho Paquistão, que também possui armas nucleares e é seu principal rival no subcontinente indiano, embora o comando militar indiano não perca de vista a também vizinha China, outra potência nuclear.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos