Explosão em aeroporto de Istambul em dezembro foi um ataque, aponta jornal

Istambul, 7 jan (EFE).- As explosões que em 23 de dezembro causaram a morte de uma pessoa no aeroporto Sabiha Gökçen de Istambul tiveram como origem um ataque com morteiro, informa nesta quinta-feira o jornal turco "Hürriyet", que cita fontes policiais.

Três explosões em uma zona da pista usada para estacionar aviões, na madrugada de 23 de dezembro, causaram danos em três aparelhos e feriu duas funcionárias de limpeza, sendo que uma morreu pouco depois no hospital.

A investigação estabeleceu que a causa das detonações foram bombas lançadas desde uma floresta próxima, assegura o jornal, de acordo com fontes policiais.

Nessa floresta, cerca de 2 quilômetros de distância, a polícia encontrou um bastão de manobra é utilizado para estabilizar um canhão de morteiro.

É possível estabelecer que foram disparados quatro projéteis, dos quais três caíram na pista do aeroporto e um em outro terreno, sem que se saiba ainda se o aeroporto foi um alvo eleito conscientemente ou casual.

Também segue a investigação para estabelecer a identidade dos autores da ação e averiguar se pertenciam a alguma organização terrorista.

Sabiha Gökçen é o menor dos dois aeroportos de Istambul, dedicado sobretudo a voos nacionais, com uma atividade quase nula nas horas da madrugada nas quais aconteceu o ataque.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos