Incêndio toma depósitos de portos petroleiros líbios, ainda sob assédio do EI

Trípoli, 7 jan (EFE).- Pelo menos sete depósitos de petróleo estão em chamas nos portos petroleiros líbios de Sidra e Ras Lanuf depois que o incêndio provocado por ataques jihadistas contra quatro deles se estenderam na madrugada desta quinta-feira a outros três.

Segundo explicou à Agência Efe o porta-voz das instalações petrolíferas situadas no nordeste do país, Ali al Hasi, os depósitos agora tomados por chamas têm uma capacidade de armazenamento de cerca de 2 milhões barris.

"Até agora, toda esta parte está controlada pelos agentes de segurança e graças à ajuda dos jovens que vieram desde as cidades vizinhas para prestar apoio", disse Al Hasi

Grupos jihadistas líbios afins à organização Estado Islâmico (EI) empreenderam na segunda-feira uma ofensiva para tomar o controle dos portos petroleiros de Ras Lanuf e Sidra, os mais importantes da Líbia.

Esta tentativa de ataque, repelido pela segurança privada que protege os terminais, causou a morte de mais de 10 combatentes de ambas as partes e deixou evidente a falta de coordenação entre as forças líbias.

Em um primeiro momento, foram ao resgate algumas das milícias islamitas afins ao governo de Trípoli, mas não as forças leais ao executivo rival de Tobruk, sob o comando do controverso general Khalifa Hafter.

"Recebemos ajuda também por parte das milícias leais ao Congresso Nacional Geral (parlamento de Trípoli) que lutaram corpo a corpo conosco", garantiu à Agência Efe Al Hasi.

O jornal "Libya Herald", próximo ao parlamento em Tobruk, afirmou na quarta-feira que Hafter, antigo membro da cúpula do derrubado ditador Muammar Kadafi e transformado depois em opositor no exílio, já deu a ordem para que a aviação sob seu controle se some à luta.

Uma testemunha da cidade vizinha de Ajdabya informou à Agência Efe que há 13 membros do EI que perderam a vida e outros 11 foram detidos pelos milicianos que apreenderam vários veículos armados.

Ontem, o enviado especial da ONU para a Líbia, Martin Kobler, pediu que todos os partidos e grupos líbios se esforcem ao máximo para evitar que os recursos petroleiros do país caiam em poder dos jihadistas de EI.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos